Poema da Alma Revolucionária




A Beleza da vida

Almas atormentadas


Tantas oportunidades de nos sentirmos misteriosos e parte deste infinito universo

E escolhemos a gangrena da alma

Escolhemos jogos viciados que nos trazem dor e desespero


Tanta luxuria, tanta luxuria lacinante

enquanto as nossas almas desesperam por amor, por momentos em silencio

E gritam pela paz luminescente


Séculos e Séculos de escuridão

Vagueamos de uma vida para outra

Como Mortos-vivos que repetem os mesmos labirintos sem fim


Almas luminosas chegam com o vento, sopram brisas suaves com cantos de esperança,

Com cheiros a bem aventurança


Almas da minha terra que descem do Céu com flautas de despertar e mensagem de amor


Para que sofrer?


Sacudam-se queridas Alma etéreas ,

Sacudam essa poeira que vos tomba os ombros, que vos faz caminhar em campos de agulhas,

Que vos faz rastejar com orgulho e miséria,

Com ódio e rancor

Sacudam o pó que vos tapa os olhos

A luz brilha intensamente, para quê tanta escuridão?


Dança ao som das ondas do Mar e deixa que ele te revele as mais profundas perolas que aguardam dentro de ti


Não tenhas medo de mergulhar, de enfrentar a escuridão,


São apenas séculos de dor e castração

Sacode, Sacode a tua alma

E deixa as tuas asas voar


Vê como todos podem fluir na imensidão deste universo, nada é pequeno, nada é limitado,

Tanto céu, tanta água, tantas estrelas, tantas árvores, tanto fogo, tanto oxigénio, tantas plantas e flores, tantos amores...para que chorar.



Abre as asas da tua consciência

Voa até ao verde, cor de esperança

Solta as amarras da tua alma e dança...canta...brilha e deixa os outros brilhar.


Quando formos livres, quando formos humanos não precisamos de regras e ....

Porque cada um encontrou a fonte infinita da compaixão do respeito, do Amor e da cooperação.


Venha, venha a revolução interior

Aquela em que tu és o teu próprio inimigo e guerreiro,

O Sábio e o miserável

Levanta-te e convida o Caos do Ser a manifestar-se

Que se manifeste de tal forma

Que nada mais deste reste


Desejos, invejas, ciúmes, dores, rancores, luxúria, ganância,

Venha, venha tudo saboreia esse antigo vicioso azedo

Por quem já tomas por amor!

Gasta...usa até mais nada ficar

Apenas um silêncio de onde brota a verdadeira luminescência consciente

Não tenhas medo de enfrentar tanta dor, tanto morrer....

É apenas a porta para tanto Amor.

Sonha a revolução interna, porque a social já está paga e deturpada, quem se sentir no poder são almas viciadas com o pó branco só do poder,

são almas escancaradas que só pensam no poder.

Sanguessuga mascaradas de anjos

Almas frias que não se importam com genocídios e aclamam a escravatura dormente do seu povo.

Almas que precisam de internamento feroz,

Traze-los à vida novamente,

Que possam um dia voltar a sentir o seu coração bater e as lágrimas de alegria escorrer


Venha a revolução INTERIOR para um dia o HOMEM RENASCER.


Satya

2.09.2018 , Selva Amazónica- Peru




112 views